Vamos conversar sobre Transição Capilar?

 

Decidiu começar a transição capilar!

E agora? Como lidar com as duas texturas? A ansiedade só aumenta!
E aumentam também as opiniões sobre como você deveria deixar o próprio cabelo...

 

Quando começa a transição capilar?

A transição capilar é comumente entendida como o período entre o último procedimento químico até o momento do chamado grande corte, o big chop (BC).

Que procedimentos químicos seriam esses?

Durante as avaliações realizadas no Cachearte e agora, no Spa Capilar Ture, quando perguntamos às clientes sobre o último procedimento realizado em salões convencionais, muitas nos informam que fizeram somente uma selagem, ou um botox, ou uma permanente e acreditam que o cabelo está natural.
 

Se considerarmos que os profissionais de beleza e indústrias de cosméticos dão nomes diversos aos produtos e serviços oferecidos, é sempre importante verificar com o profissional quais são os produtos utilizados para aquele serviço e, com uma pesquisa rápida, é possível saber se aquele procedimento é “químico” – mudando o formato do cabelo de maneira, muitas vezes, irreversível.


Recebemos também várias clientes que nos informam que nunca fizeram nenhum processo de alisamento ou permanente, somente coloração ou descoloração, e o cabelo apresenta enorme dificuldade de se anelar ou definir como antes.

Precisamos considerar que os processos de coloração ou descoloração são procedimentos químicos que, em maior ou menor grau, modificam o formato dos fios, alterando a curvatura das ondas, cachos e crespos.


Então a transição seria somente relacionada a suspensão de procedimentos químicos? Não necessariamente.

Se entendemos que transição significa passar de um estado para outro (a fim de ter o formato original do cabelo novamente), há outras situações que também precisamos ponderar. Como, por exemplo, o uso frequente de chapinhas ou escovas. Isso porque, também em maior ou menor grau, agridem e modificam a forma da haste.
 


Então já me adianto dizendo que esse é o principal motivo pelo qual não indicamos o uso da chapinha ou escova durante a transição.

Sei que, para muitas pessoas, essa parece a única opção para manter o cabelo menos “rebelde”, como costumam dizer. A chapinha ocasiona um alisamento térmico e a escova um alisamento mecânico.

No entanto, dependendo da fragilidade capilar, da frequência com que o cabelo é escovado ou da frequência e do calor emitido pela chapinha, os danos a haste podem também ser irreversíveis e somente uma transição traria a definição original de volta.

 

 

Cada indivíduo experiencia a transição à sua maneira, porque cada um tem sensações e sentimentos diferentes diante da possibilidade de mudança. Ainda que você tente - ou tenha tentado - várias "transições", todas elas serão diferentes entre si, porque você estará diferente em cada uma delas. 

 

Para acompanhar a sua transição, na Turë oferecemos consultoria e tratamentos personalizados ao couro cabeludo e fios, com o objetivo de estimular o desenvolvimento e o fortalecimento capilar, até o momento do Grande Corte. 

 


Josy Dominici

 

Sobre a loja

Loja Online Cachearte - Desde 2014 cuidando e fortalecendo a beleza natural dos cabelos ondulados, cacheados e crespos no Maranhão, com produtos que dão resultado sem agredir o couro cabeludo e os fios.

Social
Pague com
  • Mercado Pago
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

J G COMERCIO E SERVICOS - CNPJ: 22.154.031/0001-30 © Todos os direitos reservados. 2021